quarta-feira, dezembro 06, 2017

GOOD TO BE OLDER

Borrowed Time é uma canção de John que saiu em single e também no álbum Milk and Honey em 1984, portanto, após sua morte. O single contém no lado B a canção Your Hands, de Yoko.

John no leme
(Postada no facebook pela querida Lizzie Bravo)
John escreveu a canção nas Ilhas Bermudas em 1980, quando tirou um tempo para velejar. Na viagem de Newport Rhode Island para as Ilhas Bermudas o iate de John enfrentou uma severa tempestade e, devido à fadiga e enjoo do mar da tripulação, o próprio John foi forçado a pilotar o iate sozinho durante muitas horas, pois, saído de uma crise de abstinência de heroína, ele praticamente estava imune a vários tipos de enjoo.

Ele achou terrível aquilo de arcar com tudo sozinho, mas, revigorado, refletiu com base na experiência e deduziu o quanto é frágil a vida...

Chegando às Ilhas Bermudas, ele ouviu a linha 'living on borrowed time' na canção de Bob Marley Hallelujah Time e, levado pelo recente episódio, escreveu Borrowed Time, com uma batida também inspirada em Bob Marley...

Ouça agora um outtake de Borrowed Time. Ok, John!


quinta-feira, novembro 16, 2017

DOROTHY

Surpreenda-se mais uma vez com John Lennon em She´s a Friend of Dorothy 
Por Celso Rommel

Uma composição não lançada de John Lennon que poderia ter sido um hit. Infelizmente ele não teve tempo de finalizá-la, como bem sabemos.

Friend of Dorothy é uma gíria para designar alguém homossexual, com todas as lantejoulas drags do mundo underground e até referências à "rainha da Discothéque".

É toda composta na terceira pessoa, bastante incomum para o trabalho majoritariamente pessoal e autoral do beatle.

Para um fã que não conhecia, ouvi-la é algo agradável e consolador, o mais próximo de um contato post mortem com o ídolo.

O bom humor e a melodia cativante na minha opinião soariam muito bem nos anos oitenta, inclusive nas pistas de dança.

Outro fato interessante é que a música é alto astral, ao contrário de muita coisa deprê que ele andava compondo.

A versão de Los Escarabajos (Espanha) é muito boa e traz o que se poderia esperar de uma gravação de Lennon, incluindo o timbre de voz bastante parecido.

Ocorre porém que John era o improvável em pessoa e a música poderia ter ganhado um contorno bem diferente, eu arriscaria dizer, até mais moderno, como soou na época, por exemplo, o disco Double Fantasy.

Só ouvindo mesmo. Confira:


E aqui uma versão com a banda Los Escarabajos:

 

Sensacional! Obrigado, beatlefriend Celso Rommel! Yeah! 

domingo, novembro 05, 2017

BECAUSE I TOLD YOU BEFORE

Hoje o Beatles Outtakes traz a canção You Can't Do That, ao vivo.

Ela foi lançada no álbum A Hard Day's Night, de 1964 e o solo de guitarra nesta canção é executado por John e não por George, como seria o usual. Enjoy!

 

segunda-feira, outubro 09, 2017

SO I SAY HELLO AGAIN

Here We Go Again é uma canção de John e Phill Spector que foi lançada no álbum póstumo de John, o Menlove Avenue, em 03 de novembro de 1986.

Ela é uma das canções outtakes do álbum Rock'n'Roll de 21 de fevereiro de 1975.

O post do dia de hoje, 09 de outubro de 2017, data em que John completaria 77 anos de vida, contém uma demo acústica da canção - eu a prefiro à versão lançada no Menlove Avenue, na qual o produtor Phill Spector a sobrecarrega com sua 'parede de som' -, gravada em outono de 1973 em Los Angeles. Happy birthday and God bless you, John!

quarta-feira, outubro 04, 2017

LUCY TAKE 1

E hoje você vai ouvir o take 1 da bela Lucy in the Sky With Diamonds!

O áudio, que mostra a primeira tentativa de gravar a canção, foi registrado em 28 de Fevereiro de 1967. Yeah!

sexta-feira, setembro 22, 2017

IF I HEAR

A apresentação dos Beatles no Vancouver Empire Stadium, Canadá, por pouco não terminou em tragédia. A multidão, enlouquecida, deu muito trabalho aos organizadores e Paul parou o show por alguns momentos para pedir calma para a plateia, sob os olhares apreensivos de Brian Epstein. O dia era 22 de agosto de 1964.

Ouça na postagem de hoje a interpretação dos Beatles para a canção If I Feel. O barulho era tão ensurdecedor que os quatro mal conseguiam ouvir um ao outro, o que gerou muitos risos e quase total descontrole das vozes e dos instrumentos. Mais tarde John diria que se tivessem colocado quatro bonecos no palco ninguém notaria a diferença. Check!


Check this out on Chirbit

terça-feira, agosto 29, 2017

AUGUST 29, 1966. FIFTY ONE YEARS AGO!

Nesse ponto das suas carreiras, os Beatles já haviam decidido a não fazer mais shows ao vivo. Várias más situações tinham ocorrido, como uma fã se atirar nas caixas de som e arrancar um chapéu da cabeça de John, gente pisoteada, e até um pouso forçado em Portland em 1965, quando uma das hélices do quadrimotor pegou fogo durante a chegada no aeroporto (essa mesma aeronave viria a cair dois anos depois, matando parte daquela tripulação).

John disse que, durante esse fato, sentiu que ia morrer como Buddy Holly, que perdera a vida na queda de um avião em 1959. Mas John, sempre John, ao perceber que estava seguro, após o avião aterrissar numa piscina de espuma e deslizar por mais de um quilômetro e parar, colocou as mãos em concha na boca e anunciou para os outros passageiros, loucos para saírem dali: " - Calma! Calma todo mundo!! Tá tudo bem, todo mundo, tudo bem! Vamos descer: Beatles, mulheres e crianças primeiro!".

Ademais, aconteceram shows em que eles não conseguiam sequer ouvir uns aos outros. Determinado fim de um deles Ringo disse: "- Puxa, eu não ouvia nada quando tocava A Taste Of Honey!", no que Paul respondeu: "- Ué, mas eu não cantei essa música hoje!".

Realmente, as performances ao vivo poderiam ter parado bem ao término de 1965, quando eles concordaram que precisavam se dedicar mais à feitura das músicas, trabalhar mais em estúdio, inovar, pois sentiam que poderiam "ficar para trás" naquela turbulência que chocoalhava o cenário cultural da época. O fim tão esperado, no entanto, veio no dia 29 de agosto de 1966 no Candlestick Park, São Francisco, de 9:27 à 10:00 da noite, em frente a 25.000 pessoas.

O espetáculo foi gravado por Tony Barrow, funcionário da NEMS, à insistência de Paul, que percebia ser aquele momento o fim de uma era.

Depois de nove anos e mais de 1400 concertos, os Beatles tinham dado o último espetáculo ao vivo deles, finalizando com Long Tall Sally. Listen!