quinta-feira, março 16, 2017

I'M FEELING BLUE AND LONELY

Eu li no excelente livro A História Por Trás de Todas As Canções dos Beatles, do Steve Turner, que apesar de What You're Doing contar uma história bastante convencional de um garoto que é enrolado por sua garota, a letra contém algumas rimas criativas em doing e blue an, running e fun in.

A parte mais memorável do arranjo são os Beatles gritando a primeira palavra de cada verso, e Paul completando as frases. É, possivelmente, uma das duas músicas que Paul começou quando estava no La Fayette Motor Inn, em Atlantic City, em 31 de agosto de 1964. 

Tim Riley, autor de um livro sobre os Beatles intitulado Tell Me Why, elogia a faixa por sua engenhosidade pop, dizendo que o acréscimo do piano à guitarra solo e o fade-out sugerem um amor pelos detalhes que eles desenvolveriam de maneira mais plena depois: "Os Beatles faziam muitas alterações dentro dos estúdios nas texturas e no clima das músicas. A essa altura, essas mudanças se consolidam não mais como um truque, mas como um traço estilístico deles". 

What You're Doing era outra canção escrita por Paul (com contribuições de John) especificamente para Beatles For Sale. A gravação é bastante esmerada, ela começou em setembro de 1964 e seguiu até o fim de outubro, quando a faixa tinha sido completamente refeita. 

O veredicto de Paul foi que a gravação acabou melhor do que a canção. E agora você vai ouvir o take 11 de What You're Doing. Enjoy!

 

segunda-feira, março 06, 2017

AND NOW?

Uma das últimas músicas compostas por John, Now And Then, ainda não foi trabalhada e lançada oficialmente. Ela chegou a ser cogitada para os projetos Anthology nos anos 90, mas não decolou.

Free As a Bird saiu no Anthology nº 1 (novembro de 1995) e Real Love no Anthology nº 2 (março de 1996). Now And Then deveria ter saído no Anthology nº 3 (dezembro de 1996), o único disco que não teve uma música "inédita"...

Ok. Isto posto, segue abaixo uma demo de John ao piano com um ótimo trabalho de restauração.

Em abril de 2008 li a notícia no tablóide inglês The Sun de que ela seria finalmente finalizada e lançada como tributo a Neil Aspinall, que morreu de câncer naquele mês e ano. Neil fazia parte do círculo íntimo dos Beatles desde o seu início e foi presidente da Apple Corps até 2007. O problema é que, diferentemente de Free As a Bird e Real Love, Now And Then estava (e parece que ainda está) bem mais incompleta, e que será um trabalho árduo dar-lhe condições de lançamento. George foi um dos que não aprovaram a sua inclusão nos projetos Anthology.

E você? O que acha? Paul e Ringo devem acabá-la e lançá-la, abandonando a posição de George? Confira e depois deixe sua opinião! Listen!

sexta-feira, janeiro 27, 2017

COME ON BEE GEES

Os Bee Gees foram uma banda formada pelos irmãos Barry, Robin e Maurice Gibb. 

Nascidos na Ilha de Man, viveram alguns anos em Chorlton, Manchester, Inglaterra. Ainda crianças se mudaram com os pais para Brisbane, em Queensland, na Austrália. 

Eles surgiram no cenário pop musical como uma banda composta por “três irmãos australianos” que, com suas baladas, acabaram conquistando o coração da galerinha nova. 

Fazem sucesso desde 1966, estando entre os maiores vendedores de discos em todos os tempos. Quem não curtiu Os Embalos de Sábado à Noite

Veja e ouça agora Os Bee Gees, novinhos e afinados, cantando Please Please Me dos Beatles. Curta!

segunda-feira, janeiro 23, 2017

I DON'T KNOW

Hoje o seu blog Beatles Outtakes traz um ensaio da belíssima canção de George Harrison Something, de 1969. Curta!

quarta-feira, janeiro 18, 2017

ANYBODY ELSE

Há vários trabalhos de mixagens com músicas dos Beatles, algumas com mistura de mais de uma canção, chamadas de mashups (o termo mashup veio da música, mais especificamente da eletrônica e significa misturar. Na música mashups são visíveis em mixagens feitas por DJs que a partir de uma música e sua melodia, obtém-se outra a partir de suas marcações).

James Richards produziu um trabalho, a que ele chama Everyday Chemistry e jura ser ser ele nada mais nada menos do que uma sessão de gravações feita pelos Beatles... Se você ficou curioso, vá até o site dele (clique aqui) e leia a história fantástica que ele criou a respeito dessa fita...

Mas agora vamos ouvir uma dessas canções 'criadas' por ele. Cool! Listen!

segunda-feira, janeiro 16, 2017

RED TONIGHT

Yes It Is é uma canção escrita por John, principalmente, em 1965 e creditada a Lennon / McCartney.

Ela foi lançada primeiramente como lado B de Ticket to Ride em 09 de abril de 1965.

John dizia que Yes It Is, juntamente com Run For Your Life, It's Only Love e Dig a Pony eram as canções que ele menos gostou de fazer. Em sua entrevista de 1980 na revista Playboy ele descreveu Yes It Is como uma tentativa de reescrever This Boy, que não funcionou. Paul, por outro lado, descreveu como "uma canção muito fina de John" e afirmou que, por sua vez, apenas "ajudei a terminá-la.".

No decorrer de uma sessão de cinco horas de gravação, os Beatles tentaram catorze takes da faixa base antes de aperfeiçoá-la, o que foi mais do que qualquer outra canção que gravaram em 1965. O dia foi 16 de fevereiro, mesmo dia que George completou I Need You. Depois de finalizarem a faixa base, John e Paul gravaram as vozes em três horas, cantando juntos.

Ouça agora o take 1 de Yes, It IsOk, John!



Posteriormente, a filha do escritor Fernando Sabino e ex-integrante do grupo vocal Céu da Boca, Verônica Sabino, apareceu em 1986 com a música Demais, versão de Yes, It Is, feita por Zé Rodrix e Miguel Paiva. Ouça!